quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

IDENTIDADE



Não saber quem somos nos torna inseguros e limitados ao que pensam a nosso respeito. Descobrir nossa identidade nos liberta dos comentários, das comparações e dos acontecimentos. Somos mais do que um fato, somos vidas renovadas todos os dias, paginas à disposição de serem preenchidas.

Na biografia de nossas vidas os únicos parágrafos escritos a caneta são pelas mãos celestiais, fora o que foi determinado nos céus não existe nada que não possa ser apagado pela borracha do sangue de Cristo, é através das letras dEle que ganhamos direção e sentido.

Não existe ninguém como você. Sim, existem pessoas parecidas fisicamente, personalidades semelhantes, mas ninguém é por inteiro como você, nem mesmo nas semelhanças te tornam iguais. Você é a composição única de imperfeições e virtudes perfeitas.

Você é a melhor partitura das suas manias e habilidades, de um universo de particularidades estritamente suas. Talvez você ainda não tenha encontrado sua melhor versão e essa busca vai permanecer vazia se continuar perdendo tempo com comparações. O que você procura não está aqui, mas no Alto. Você foi gerada em berço divino, escolhida para que em meio a sua singularidade demonstre a glória do Criador, o poder de ser única, de ser filha.

Você é mais do que um feed bonito, do que fotos incríveis, viagens maravilhosas, relacionamentos aparentemente saudáveis. Você é mais do que o outro pode ver, do que aquilo que você deseja mostrar. Não são os comentários ou curtidas que te definem, também não é o seu passado. Não são as comparações ou julgamentos. Você mais do que uma vida virtual, você é uma pessoa real, com anseios reais que só serão sanados se depositados no lugar certo.

Quem sabe onde deve chegar não permite ser parado pelas impossibilidades da vida, elas servem como trampolim para irem mais Alto. Não são as dificuldades limitantes da nossa jornada, elas nos instigam a ir além, enxergar graça e cuidado em meio ao caos, sermos consolados pelo Espirito Santo.


Você é definida pelo sangue de Jesus que passou a correr pelo seu corpo quando você aceitou a identidade de FILHA. Se descobrir como Filha traz liberdade para ser sua melhor versão nAquele que te formou, te preserva de querer ser algo que você não nasceu pra ser, te devolve a originalidade que as comparações e os erros corromperam. Somos movidas pela imagem e isso gera uma constante insegurança (sempre terá alguém mais bonita), a única forma de parar essa maquina é descobrindo que a maior beleza vem de um coração seguro em quem realmente é.

Larissa F. Couto

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Dependencia emocional.


Esse assunto foi muito pedido e demorei um pouco porque quis escrever de forma a te impulsionar a viver a liberdade de se descobrir no Criador, o poder de ser gerada de forma “assombrosamente maravilhosa” para ser extensão dos céus.

A dependência emocional em qualquer fonte que não seja Cristo defraudará o seu coração. Todas nós temos expectativas, necessidades emocionais que jamais serão supridas por homens ou conquistas, as necessidades da nossa alma só podem ser saciadas pelo Espírito. É desgastante e sufocante depositar sobre alguém ou algo expectativas incapazes de serem atingidas.

Existem necessidades emocionais que seu marido não pode suprir e ainda que viesse a trocar de marido continuariam em falta, porque o único capaz de te completar é Jesus, nosso primeiro marido. Muitas pessoas começam relacionamentos – amorosos ou amizade – com a intensão de se tornarem completas, isso faz com que ao invés de somar, se suguem. Relacionamentos devem COMPLEMENTAR aquilo que já foi plenamente preenchido pelo Criador.

A urgência para suprir carências emocionais legitimas faz com que o padrão de escolha diminua, nos tornando vulneráveis. Esquecemos quem somos, negociamos nosso valor e de forma ilegítima expomos aquilo que temos de mais precioso.

A insegurança em quem somos faz com que ter alguém seja mais importante que ser alguém. Desenvolvemos relacionamentos doentios porque não estamos prontas para vive-los. Quando o amor é despertado não quer dizer que seja tempo de vivê-lo, mas de se preparar. Queimar etapadas, diminuir padrões estipulados por Ele, negociar valores Eternos são frutos de um coração que está no lugar errado, tudo que é fruto de ansiedade não vem de Deus e precisa ser parado.

A dependência emocional faz com que coloquemos o outro em uma posição que não é dele, entregamos nosso mundo para alguém incapaz de sustentá-lo. Nos tornamos inseguras em relação a nós e aos outros, vivemos com a necessidade de aceitação e aprovação, nos tornamos controladoras, a hipótese de perde-lo nos apavora, nos acorrentamos em uma relação devastadora com a ilusão de suprir carências que se tornam cada vez maiores.


Sim, existem pessoas que merecem o seu coração, mas há locais dele que só podem ser acessados por Deus. A dependência emocional inevitavelmente gerará traumas. Saber quem você é, descobrir que o seu potencial vem de um relacionamento vertical te permite ser livre de qualquer voz que não ecoe da Eternidade. O nosso primeiro marido está a nossa espera para entregar novas roupas ao nosso coração, trazer cura aos traumas gerados por relacionamentos imaturos e trazer maturidade para os futuros relacionamentos. Um coração sadio é um coração escondido no Alto que sabe exatamente quem ele é e o que Ele merece.

Larissa F. Couto

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

"A dor precisa ser sentida"


“A dor precisa ser sentida”, mas não alimentada. Existem momentos que machucam, pessoas que nos ferem, perdas que parecem irreparáveis; em meio a tudo isso a nossa alma geme de dor e parece que apenas nós a ouvimos.

Não é pecado sentir a dor, viver o luto (seja ele qual for). Grandes heróis da bíblia tiveram dias nebulosos, a alma deles experimentou a escuridão do desespero, do aparente vazio e abandono e em meio aos abismos de suas existências se depararam com a fonte de vida e cura.

Os desertos da alma não são sinônimos de um coração distante do Senhor, muitas vezes as cavernas são necessárias, silenciar o coração do mundo e buscar ouvir a voz do Eterno expõe e cura feridas profundas, talvez encobertas pela rotina ou pela “necessidade” de atender as expectativas.

Os vales não são lugares de habitação, mas de passagem, eles fazem parte da jornada, são componentes de um processo maior que está
sendo gerado em nós por intermédio dEle. Os vales sombrios não são sinal de abandono, mas de proteção em meio ao inevitável caos de uma sociedade corrompida. Existe uma unção sobre aqueles que escolhem enxergar vida onde aparentemente existe morte. Viver o sobrenatural de Deus é para aqueles que tem coragem de olhar com olhos da fé além do que as circunstancias indicam, caminhar com os pés em direção ao Alto, independente das curvas perigosas e dos precipícios.

Entender que todas – são todas mesmo - as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8:28) permite passar pelos desertos da alma com a certeza que Ele está no controle. O bem produzido em nós vem de um coração perseverante em meio as tormentas. A fé e a perseverança possibilitam permanecer com o coração na certeza que o caráter do Senhor é esculpido em nós através das perdas e frustrações.

Ter o coração submerso na Eternidade faz com que as dores e perdas deste mundo sejam apenas respingos de algo passageiro que produz frutos eternos. A forma como você se posiciona em meio aos processos são determinantes para sua maturidade. A fé te faz permanecer de pé em meio as torrentes de frustrações, afinal não são as dores limitadoras da alegria e paz, Ele é. Cristo é a fonte inesgotável de misericórdia, que jorra incansavelmente a cada manhã sobre a sua vida (Lm. 3:22-23).

Não se alimente das dores por maiores que elas sejam, saiba que existe o colo de um Pai Amoroso disponível a você, disposto a te trazer consolo. Também não fuja dos desertos, os encare pela força que há nEle, saiba que Ele é o maior interessado em te ver aprovado no final deste processo. Ele não te abandonou. Pare de tentar por você mesma, recorra a Ele, só Ele consegue carregar o seu peso.


Larissa F. Couto