quinta-feira, 29 de julho de 2010

"viver é Cristo"



A vida de Paulo é maravilhosa, desde o momento da sua conversão. Sua mudança foi fantástica, ele se entregou por completo ao agir do Espírito Santo. Um dos textos mais lindos da bíblia pra mim é o que ele diz “Cristo será tanto agora como sempre engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte.” O reconhecimento que Paulo teve da grandeza de Deus, da entrega de vida e anulação do “eu” nessa frase marca toda uma vida com Cristo. A vontade de Paulo para que a Luz de Jesus fosse refletida sobre a sua vida nos remete ao compromisso que o mesmo faz com Cristo – o de viver totalmente para a glória de Deus – e também nos leva a revisarmos nosso real compromisso com Deus. Paulo assumiu o papel de discípulo, aceitando passar por qualquer situação desde que a vontade de Cristo fosse feita em seu corpo. Será que nos temos sido discípulos ?

O amor pelo seu mestre, a vontade de estar lado a lado de Deus, desfrutando da plena graça de Cristo no céu faz Paulo afirmar que preferiria muito mais morrer. Para ele não existia nada que desse mais prazer do que a presença do Pai, quando, no entanto, olhamos para nossa vida e estamos tão apegados a família, amigos, compromissos inadiáveis, dinheiro, bens materiais que mais cedo ou mais tarde acabarão, nos esquecendo de vivermos para Deus, engrandecê-lO com o nosso corpo. Muitas vezes dizemos que vivemos para Cristo, mas não vivemos uma anulação de nós mesmo, queremos sempre tirar vantagens das situações, não queremos nunca sair por baixo, não aprendemos a perdoar, tão pouco amar, acreditamos que o mundo gira em torno de nós, nos esquecendo que o nosso mundo, a nossa vida deve girar em torno da vontade de Deus e na maioria das vezes a vontade de Deus vai contra tudo que o mundo prega.

Paulo queria morrer e se encontrar com Jesus, mas ele entendia a necessidade de pregar, de viver o amor de Cristo, de ser verdadeiramente cristão com toda a sua vida, ele viveu para agradar a Deus, uma vida de baixo dos propósitos de Cristo. Paulo convida o povo de corintos para que fossem imitadores dele, de maneira que estariam agradando a Deus. E hoje eu me questiono se eu teria a mesma autoridade que Paulo teve, de convidar alguém que quisesse viver dentro da vontade de Deus a me imitar.

Paulo tinha autoridade no nome de Cristo porque se humilhava completamente para Ele, não vivia pela metade o amor de Deus, se esvaziou inteiramente de suas vontades, ainda que pecasse, ele não escondia isso, mas sempre se mostrou arrependido, e por isso a graça de Cristo transbordou em sua vida. Deus não queria que um Paulo sem pecados, mas Ele quis um Paulo vazio de si, ainda que com falhas, pronto para ser quebrado e moldado por Ele. Hoje eu te convido para sermos imitadores de Paulo, afirmando que Cristo será tanto agora, como sempre engrandecido no nosso corpo. Assumindo o compromisso de viver para agradar a Deus, vivendo diariamente para o reino de Jesus, vivendo Cristo enquanto existirmos.
Larissa F. Couto


“Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte. Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro.” ( Fp 1.20b e 21) 

Um comentário:

  1. Siga http://gospelblogbrazil.blogspot.com/ E esteja sempre por dentro dos Shows, Notícias, Entretenimento e Vídeos Gospel!

    @GospelBlogBr

    ResponderExcluir